Artigos Jurídicos

11/10/2012

OS TROGLODITAS DO FACEBOOK



As redes sociais permitem a aproximação das pessoas e uma comunicação mais ágil, rápida, permitindo perguntas e respostas instantâneas. No facebook, um dos instrumentos dessa nova mídia virtual, as pessoas podem, além de se comunicar, expor suas ideias, seus projetos, falar da sua vida e mostrar fotos, imagens, flagrantes de uma vida privada que passa a ter uma notoriedade, um espaço público de divulgação.

O problema dessa facilidade toda é que nem todas as pessoas estão preparadas para a novidade e algumas se excedem nas manifestações. Acham que podem fazer qualquer coisa nesse mundo de comunicação e, por isso, falam o que pensam, mas como o que pensam, normalmente, é nada, é uma bobagem, uma falta total de conhecimento e educação, expõe esses pensamentos grotescos, de baixo nível, como trogloditas que não sabem lidar com as outras pessoas. Daí, trogloditas que são, postam imagens e fotos nojentas, sem pudor, sem respeito ao próximo, preconceituosas, racistas, imagens que destoam de um mínimo de ética e moral. E acham que estão abafando. Quando são questionadas por outras pessoas mais sensatas, partem para a baixaria, criticam de forma truculenta, ameaçam sair na “porrada” como se fossem valentões, os últimos machões da civilização, acreditando que todo mundo os teme. Pobres criaturas! São tão inexpressivas que não merecem dos outros qualquer atitude senão a de deixa-los no ostracismo, no vazio onde se encontram e deverão ficar, a continuarem desta forma. O facebook tem esses problemas, a comunicação com pessoas que se excedem nesse espaço virtual.

O problema é que elas não conseguem se comportar bem na rede virtual, quando não se comportam bem nos outros ambientes com as pessoas. Essas vidas desgraçadas – e isso nada tem a ver com grau de educação formal, nem capacidade econômica, porque analfabetismo não é sinônimo de grosseria – precisariam passar por um cursinho de boas maneiras e boa educação antes de ingressarem na rede, talvez esse seja o erro do facebook que ao conceder senhas para que as pessoas criem suas fan pages não as submetem a um teste de boas maneiras.

Mas o facebook tem também pessoas decentes e boas, que são a maioria, e que as poucos estão compreendendo a importância de uma ferramenta fundamental nesse processo de limpeza na rede, o bloqueio de perfis. Tenho feito isso, não estou aceitando conviver, nem no mundo virtual, com pessoas mal educadas e preconceituosas. É a ficha limpa na Internet.

Voltar para ARTIGOS JURÍDICOS

Rua Benjamin Constant, 715 - Sobreloja PASSO FUNDO/RS

2014 - ©Jurisul Advocacia - Todos os Direitos Reservados - All Right Reaserved. PROIBIDA A CÓPIA.